HomeJundiaíImprensa Oficial publica nomeações. As de sempre

Imprensa Oficial publica nomeações. As de sempre

Nomeações para cargos em comissão publicadas na IO de terça (4255) mostram socorro aos amigos desempregados

Pode-se afirmar com tranquilidade que a Prefeitura de Jundiaí é o melho balcão de empregos da cidade. Candidatos que não se elegeram no ano passado, amigos, antigos assessores – a maioria conseguiu um cargo em comissão (sem necessidade de concurso público). As portarias foram publicadas na última edição da Imprensa Oficial, a de número 4255.

O ex-vereador Zé Dias (José Carlos Ferreira Dias), por exemplo, agora Assessor Especial de Relacionamento com a Comunidade – vai ganhar R$ 13.886,94. Outro ex-vereador, Silvio Ermani, agora é Diretor do Departamento do Serviço Funerário Municipal, com salário mensal de R$ 10.186,42.

Outro ex-vereador e ex-secretário também está com emprego garantido. Ary Castro Nunes Filho agora é Diretor do Núcleo de Planejamento, Gestão e Finanças – salário de R$ 10.186,42. Seu filho, Alexandro Castro Nunes, é Diretor do Departamento de Compras Governamentais, com o mesmo salário.

O ex-vereador José Galvão Braga Campos, o Tico, que não concorreu na eleição passada, agora é Assessor Especial para Assuntos Legislativos, com salário de R$ 13.886,94. Ex-assessores de vereadores também não ficaram de fora.

Estão nomeados Tiago Adami (ex-assessor de Tico) como Diretor do Departamento de Apoio Parlamentar, com salário sde R$ 10.186,42; Edione Paz (também ex-assesora de Tico), como Assessora Municipal, Amélia Aparecida Leme (ex-assessora de Ana Tonelli na Câmara e de LFM na Assembléia) e Edineia da Silva Romano (ex-assessora de Gustavo Martinelli na Câmara e de Miguel Haddad na Câmara dos Deputados).

E ex-vereador com prestígio é outra história. A médica Silvana Baptista, ex-vereadora e ex- candidata, teve seu marido, Clóvis Pinhata Baptista, nomeado Diretor do Departamento de Assuntos Fundiários, com salário de R$ 10.186,42 .

Outro ex-assessor de LFM na Assembléia também foi nomeado. Laudo Henrique Motta é Assessor Municipal (salário de R$ 5.507,31). Laudo seria sócio de Tico na franquia Yaksoba Brasil. Também está nomeada como Assessora Municipal a professora Edma Soares, que é ou foi muito ligada ao professor Oswaldo Fernandes, responsável pela Educação.

Quem estava na administração passada e virou a casaca também foi premiado. São os casos de Adilton Garcia, que comandou o Procon durante quase quatro anos, foi candidato a vereador sem sucesso e agora é o Ouvidor da Prefeitura – salário de R$ 10.186,42 – e Gilson Aparecido Pichioli, que continua à frente do Departamento de Fomento à Indústria, com salário igual ao do Ouvidor.

William Soares Paixão, que liderou as escolas de samba até um passado recente, é Diretor do Departamento do Patrimônio Histórico, com salário de R$ 10.186,42. E por falar em escolas de samba, a Lijunes já devolveu a verba do Carnaval que não existiu? Todas as informações são públicas e estão disponíveis no site www.jundiai.sp.gov.br

Comentários